conecte-se conosco


Várzea Grande

Várzea Grande ganha mais uma UBS e reforça atenção básica em saúde pública

Publicado

Moradores de 10 bairros e duas comunidades da Região do Grande Cristo Rei, passam a contar com mais uma UBS – Unidade Básica de Saúde instalada no Parque do Ipê, e que mesmo estando na Atenção Básica, terá atendimento de urgência e emergência. com médicos e profissionais da saúde atendendo pelo Sistema Único de Saúde – SUS. Também serão feitos exames laboratoriais, eletrocardiograma e pequenas intervenções cirúrgicas ou estabilização de paciente em casos graves para remoção para outras unidades. Estão sendo aplicados entre recursos próprios, e via governo federal, R$ 1,1 milhão em obras físicas, mobiliários, medicamentos e equipamentos.

A UBS fará ainda rastreamento de câncer de colo de útero e realiza encaminhamento para consultas especializadas em diversas áreas que as demais unidades de saúde de Várzea Grande já oferecem para os pacientes que a procuram.

“Várzea Grande faz saúde publica com responsabilidade e transparência tanto na gestão médica como de medicamentos para atender a população, por isto investe 30% de seu orçamento na área médica e odontológica, enquanto a legislação prevê 15%”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos sinalizando de forma incisiva que sua administração não tem o compromisso com o erro e persegue o acerto para bem atender a população. Lucimar lembrou da importância desta segunda Unidade Básica de Saúde – UBS inaugurada e assegurou que até o final de sua gestão pelo menos outras cinco unidades deverão ser inauguradas e colocadas para atender a população que precisa do apoio e suporte do poder público.

“Essa obra se reveste de importância e excelência, porque foi resgatada. Existia uma unidade própria condenada pela Defesa Civil que foi transferida para uma casa alugada e sem as condições ideais. Fora isto, essa obra em questão que foi lançada na gestão passada, teve que ser saneada por causa de irregularidades, novamente licitada para então a partir de agora ser entregue a população que está vendo voltar em benefício o imposto pago”, disse a prefeita.

Leia mais:  Várzea Grande cumpre 85% das metas estabelecidas na saúde pública

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, sinalizou que somente com investimentos e cuidados como os adotados por Várzea Grande é que a saúde pública vai melhorar. “Também estamos investindo através do Governo do Estado e somente assim mudaremos o quadro desolador que estava instalado na saúde pública como um todo. A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos tem enfrentado com destemor e sem medir esforços os problemas da saúde pública. Várzea Grande tem dado exemplo para qualquer cidade ou Estado do Brasil em matéria de saúde pública”, disse o secretário lembrando que em maio passado participou da inauguração de outra grande obra na saúde de Várzea Grande, a UPA Dr. Farid Seror.

Ele considera que a solução para os avanços na saúde do Estado está na união de esforços entre todos os entes da federação. “O trabalho realizado aqui em Várzea Grande é um exemplo de boa gestão que resulta em eficiência e eficácia. A prefeitura investe maciçamente em saúde e fazendo uma revolução”.

A UBS faz parte de um ‘pacote’ de oito unidades básicas que estavam com as obras paralisadas e totalmente abandonadas, mas que foram retomadas pela atual gestão e integram investimento global de mais de R$ 40 milhões na construção de unidades, com o objetivo de ampliar o atendimento à população.

Já o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes sinalizou como essencial a determinação da prefeita Lucimar Sacre de Campos, não apenas com a saúde, mas com a administração pública na correta e transparente aplicação dos recursos para serviços essenciais e disparou que neste ano de 2019 tem um orçamento de R$ 141,9 milhões, dos quais R$ 42,5 milhões estão voltados às obras de interesse do setor, promovendo a construção de novas unidades e a reforma e melhoria dos atuais 35 pontos de atendimento a população. O orçamento de Várzea Grande em 2019 soma R$ 799,98 milhões. Existem recursos federais e municipais que estão sendo executados, além destes previstos para o exercício financeiro de 2019 que darão um salto ainda mais nos investimentos da saúde pública em Várzea Grande que em 2018 somaram quase 30% das receitas correntes, quando a legislação determina 15%”, explica Diógenes.

Leia mais:  Fogo atinge apartamento de prédio em condomínio de Várzea Grande

O senador Jayme Campos, reforçou que obras sem responsabilidade e planejamento fazem parte de uma história do passado de Várzea Grande. “Eram 15 unidades básicas deferidas pelo governo federal e nenhuma delas se concretizou. Além de recuperar os projetos, buscar contrapartida de União, o Município teve de devolver o dinheiro que estava em caixa para as obras. Era um descaso, havia muito irresponsabilidade com o dinheiro público”. “Em agostos teremos em campo 12 companhias para dar início ao maior programa de asfaltamento urbano que Várzea Grande já viu e que com certeza será um dos únicos em andamento pelo país. Serão, até o final de 2020, duzentos quilômetros de asfalto em ruas e avenidas da cidade”.

A informação é da assessoria.

 

 

Só Notícias (fotos: assessoria)

Comentários Facebook
publicidade

Várzea Grande

Várzea Grande vai leiloar 139 veículos

Publicado

FolhaMax

Centro e trinta e nove veículos apreendidos, entre motos e carros, em operações de trânsito em Várzea Grande poderão ir a leilão, num prazo de dez (10) dias, caso não foram retirados pelos responsáveis no prazo estipulado pelo  Edital publicado pela  secretaria   de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana de Várzea Grande, publicado  nesta quinta-feira (18), no Diário Oficial Eletrônico dos Municípios – AMM.O Edital de Notificação (1º Leilão/2019), convoca os proprietários de veículos automotores (fiduciários, alienantes e/ou sub-rogados nos diretos), para regularização de encargos devidos relativos ao recolhimento dos carros .

“Os carros foram removidos das vias públicas por apresentarem irregularidades em fiscalizações de rotina realizadas pela Guarda Municipal ,e  não foram retirados pelos responsáveis no prazo estipulado .O edital e mais uma chance de prazo no  chamamento para recuperação do veículo, caso isso não ocorrer, os veículos não reclamados vão a leilão.A realização de pregões de carros recolhidos pelos órgãos oficiais está prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que estabelece que se o veículo removido não for reclamado ,contando da data do recolhimento, será levado a leilão”, explicou o secretário municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana Breno Gomes.

Leia mais:  Várzea Grande: prefeita entrega obras de melhorias em clínica e destaca premiação nacional na Saúde

“Podem ser removidos carros, caminhões, ônibus e motos parados, por exemplo, em horários proibidos pela sinalização, em vagas exclusivas para idosos ou para pessoas com deficiência, em espaços reservados para outros tipos de veículo, como pontos de táxi.A fiscalização na cidade é feita por agentes da Guarda Municipal que têm a atribuição de atuar no trânsito, na cidade toda. Os profissionais também atendem a solicitações da própria população, feitas por meio da Central 192 e atua em conjunto com a Polícia Militar, em cumprimento ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB)”,disse Breno Gomes

Conforme o que está estabelecido em  Edital os proprietários dos veículos retidos devem comparecer à Comissão de Leilão, situada na Avenida Governador Júlio Domingos de Campos nº 4975, no bairro Jardim Marajoara, de posse dos documentos de quitação de débitos de IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), multas, taxas de licenciamento e seguro obrigatório, em conformidade com a Lei.

No caso de autorização judicial, o prazo estabelecido é o mesmo (10 dias), para que os donos de veículos apreendidos possam exercer os seus direitos. Estes devem tratar da retirada dos veículos, sob a pena de serem vendidos, em hasta público-leilão, em conformidade também com a legislação vigente.

Leia mais:  Univag abre inscrições para vestibular com cursos presenciais

Breno Gomes alerta ainda para outra situação, no caso do proprietário não comparecer  na data prevista, pelo edital ,os veículos serão leiloados, a qualquer modalidade de leilão. “E se o montante não cobrir todas as dívidas, os débitos remanescentes serão cobrados pelos órgãos credores em ações próprias”, alertou .

Outras informações poderão ser obtidas com a comissão de leilão da secretaria Municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, através do telefone (65) 3688.8036, ou no sitio da Vip Leilões Gestão e Logística S/A: WWW.vipleilões.com.br, pelo email gerencial.vg@vipleilões.com.br e através do telefone (65) 3694-4953.

Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Famílias carentes de Várzea Grande são contempladas com cobertores

Publicado

MidiaNews

Os cobertores do Programa Aconchego começaram a ser entregues para as famílias carentes de Várzea Grande. Nesta terça-feira (16), a primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, e a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, em conjunto com a prefeita do município, Lucimar Campos, realizaram visitas às comunidades Carrapicho e Jardim Ala e fizeram diversas entregas de cobertores.

Somente a cidade de Várzea Grande será contemplada com 16 mil cobertores, priorizando famílias que sobrevivem com renda de até R$ 89 por mês, de acordo com dados do Cadastro Único. Ao todo o programa Aconchego irá distribuir, em todo o Estado, 100 mil cobertores à famílias que se enquadram em situação de extrema vulnerabilidade dos 141 municípios de Mato Grosso.

Para a primeira-dama Virginia Mendes, a iniciativa visa muito mais do que amenizar o sofrimento das famílias carentes no período de frio, mas oferecer acolhimento e atenção. “Sabemos que o período de frio em Mato Grosso é curto, porém intenso quando ocorre. Muitas famílias não têm condição de comprar uma coberta. A intenção é somar forças para ajudar quem mais precisa”, destacou.

Leia mais:  Várzea Grande cumpre 85% das metas estabelecidas na saúde pública

A secretária da Setasc, Rosamaria de Carvalho, explicou que embora as condições financeiras do Estado não permitam grandes investimentos, a ação social é uma das prioridades do governo. “Mesmo diante deste cenário de contenção, investimos na compra desses cobertores, pois estas pessoas não têm com quem contar e o nosso governador e a primeira-dama são pessoas extremamente sensíveis”, ressaltou.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos, destacou a parceria com o Governo do Estado para ampliar os trabalhos em prol dos mais necessitados.

“Agradecemos o esforço para atender a população de Várzea Grande. Sabemos que um cobertor vai fazer sim a diferença para muitas famílias”. O Programa Aconchego direcionou, no total, mais de 16 mil cobertores para o município.

Na Escola Municipal Lino de Campos, localizada na comunidade Carrapixo, foram entregues 400 cobertores. Para o presidente da Associação dos Moradores, Agenor Sales da Silva, o Júnior Carrapixo, há na localidade cerca de 250 famílias que carecem de todo tipo de ajuda. “Algumas não têm nem condições de comprar um casaco. Só temos que agradecer a iniciativa do Governo, por meio da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes”.

Leia mais:  Mulher é internada em estado grave após colisão em poste

Cristiane José da Costa, 31 anos, conta que no último frio teve dificuldades para aquecer os cinco filhos que moram com ela. “Não temos nenhum cobertor. Sentimos muito frio. Por isso, essa doação veio em boa hora”. Cleonice Conceição, 31 anos, também agradeceu a iniciativa. “Assim como eu, muitas outras famílias carecem da ajuda”. Também foram disponibilizados cobertores para as famílias que residem no Jardim Alá, e demais bairros vizinhos. A cerimônia de entrega foi realizada na escola Gonçalo Domingos de Campos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana