Notícias

Sexta-Feira, 01 de Março de 2019 11:20

Suspeitos de matar empresário que reagiu a assalto na casa dele para tentar defender mulher e sogra são presos em MT

Carlos da Cruz Olmedo, de 36 anos, lutou com um dos criminosos, que disparou um tiro na cabeça da vítima. Suspeitos foram reconhecidos pela mulher e pela sogra do empresário.

Dois homens suspeitos de assassinar o empresário Carlos da Cruz Olmedo, de 36 anos, foram presos nesta sexta-feira (1°), em Cuiabá. Maike Moura de Laura estava no Bairro Campo Velho, onde mora, e Diogo Rafael Pereira estava escondido no Bairro Jonas Pinheiro 2, em uma área de invasão, quando a polícia chegou para cumprir um mandado de prisão contra eles.

O crime aconteceu no dia 10 de setembro do ano passado no Bairro Jardim Keneddy, em Cuiabá. Carlos estava saindo de casa com a mulher quando foi rendido pelos assaltantes. Ele reagiu e lutou com um dos criminosos, que disparou um tiro na cabeça da vítima.

O delegado Eduardo Rizzotto informou que já havia um mandado de prisão contra Diogo com uma condenação de 16 anos de prisão.

Os dois suspeitos devem ser interrogados ainda nesta sexta-feira e serão encaminhados para uma audiência de custódia.

Segundo o delegado, um dos suspeitos confessou o crime durante o caminho para a delegacia. Além disso, a mulher do empresário e a sogra dele também já reconheceram Maike e Diogo.

“Além do reconhecimento da família, temos outras provas que conseguimos levantar durante as investigações que confirmam a autoria do crime”, disse.

O crime

No dia do crime, Carlos e a mulher dele foram rendidos e obrigados a voltar para dentro da casa e, em seguida, foram amarrados pelos criminosos, segundo a polícia.

Para tentar defender a mulher e a sogra, que também estava na casa, Carlos reagiu e lutou com um dos assaltantes, mas foi atingido por um tiro na cabeça e morreu ainda no local.

Os dois suspeitos fugiram no carro do casal. O veículo foi abandonado em seguida no bairro vizinho, Jardim Tropical.

Carlos era proprietário de uma empresa de consórcio de veículos, em Cuiabá.

Suspeitos foram reconhecidos pela família do empresário — Foto: TVCA/ Reprodução

Fonte: Por Brígida Mota, TV Centro América

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}